Para uma empresa se manter competitiva no mercado é praticamente obrigatório reconhecer a importância em investir na motivação de seus colaboradores. Logo, é essencial contar com um recurso definitivo para diagnosticar o nível de satisfação interna: a pesquisa de satisfação de funcionários.

Com a pesquisa aplicada adequadamente, é possível mensurar aspectos sobre o clima organizacional, motivação dos funcionários e entender quais medidas podem ser adotadas para extinguir as falhas do dia a dia e ter mais precisão nos dados.

Tendo isso em mente, separamos 4 dicas valiosas sobre a pesquisa de satisfação e suas funções. Continue a leitura e confira cada uma!

1. Entenda o que é pesquisa de satisfação

A pesquisa de satisfação com os colaboradores é a principal ferramenta para avaliar como eles estão se sentindo em relação à empresa e ao seu trabalho. Geralmente consiste em um questionário distribuído para todos, com perguntas específicas sobre a rotina e trabalho.

É fundamental salientar que a pesquisa de satisfação deve ter um ou mais objetivos, assim como mensurar aspectos com dados que serão aproveitados em estratégias para melhorias futuras.

2. Elabore adequadamente o formulário

Uma pesquisa de satisfação interna pode ser útil tanto para resolver problemas recorrentes quanto para aprimorar algo no futuro. O primeiro passo, como visto, é definir o objetivo da pesquisa. A partir daí, o propósito deve nortear questões como: quem participará da avaliação? Quais questões serão levantadas? e outras perguntas relacionadas com a rotina de trabalho da equipe e os problemas e ações em questão.

O segundo passo é aplicar o questionário criado. É importante manter a métrica em todas as perguntas para ser possível avaliar com coerência matemática. Da mesma maneira é imprescindível que a escala abranja as respostas possíveis e de maneira objetiva para resultados assertivos.

O terceiro e último passo é compilar a conclusão da pesquisa de satisfação e planejar ações de acordo com o objetivo levantado.

3. Saiba a diferença entre pesquisa de satisfação e de clima

É muito comum confundir a pesquisa de satisfação interna com a pesquisa de clima. Isso acontece porque elas estão ligadas de várias maneiras, mas são independentes.

Dependendo do objetivo, é possível que a pesquisa de satisfação seja parte de uma pesquisa de clima organizacional, assim como ela pode ser aplicada sozinha abrangendo aspectos que vão além dos contemplados pela pesquisa de clima.

4. Conheça os benefícios da pesquisa de satisfação

Como visto, a pesquisa de satisfação pode ser utilizada para resolver problemas pontuais na empresa, mas quais exatamente?

4.1. Diminuição da rotatividade

A rotatividade, ou turnover, é um dos principais vilões do RH, sendo responsável por grandes custos e gastos com recursos. Com a pesquisa de satisfação de funcionários, é possível assegurar que os colaboradores estejam felizes com o atual trabalho e rotina.

4.2. Melhor reputação no mercado

É fundamental entender que a imagem de uma empresa no mercado diz respeito à sua capacidade de atrair e reter talentos. Logo, ao garantir funcionários satisfeitos e motivados, a organização garante um lugar privilegiado na atração de profissionais.

4.3. Otimização de processos do RH

Não é possível gerir sem medir. Portanto, a gestão de pessoas depende da competência dos gestores em entender as demandas e situações reais do seu quadro de colaboradores. Por isso a análise pela pesquisa de satisfação é imprescindível para otimizar vários processos do RH como treinamentos e contratações.

A pesquisa de satisfação de funcionários é uma ferramenta importante na gestão de pessoas e, por isso, é recomendado que seja realizada de maneira apropriada. Agora que você já sabe o que precisa para aplicar corretamente a pesquisa de satisfação, nos siga no Facebook e Instagram e não perca mais nenhuma informação valiosa!

Recommended Posts

No comment yet, add your voice below!


Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *