Perfil comportamental: como usar para a promoção dos funcionários?

Toda promoção deve significar melhoria para as duas partes — o funcionário e a empresa. Para isso, é fundamental que a realocação seja realizada com embasamento preciso e de forma assertiva. Nesse contexto, destaca-se uma característica crucial para a identificação da melhor pessoa para cada cargo que vai além das atribuições técnicas: o perfil comportamental.

Trata-se de uma das ferramentas mais importantes para a gestão de pessoas em uma organização. Além de promoções, por meio da análise de perfil comportamental, é possível aprimorar diversos aspectos imprescindíveis para o RH, como contratações e treinamentos.

Prossiga a leitura e entenda como o mapeamento comportamental pode auxiliar na definição da remuneração e dos cargos dos colaboradores!

O perfil comportamental na remuneração

A análise de perfil comportamental (APC) é um recurso que pode ser auferido por meio de metodologias como DISC, que atualmente é o teste comportamental mais aplicado em empresas do mundo todo.

Por meio da análise DISC, é possível discernir traços de personalidade específicos de cada colaborador. Desta forma, o método permite analisar com exatidão qual o melhor profissional para ocupar cada posição na empresa, considerando não apenas os aspectos técnicos, mas também como a pessoa se comporta profissionalmente.

Por isso, a análise de perfil comportamental tem um papel fundamental na engenharia de cargos, já que a definição de salários, cargos e promoções deve, obrigatoriamente, abranger esse aspecto para garantir a assertividade e eficiência dos procedimentos.

Benefícios da análise de perfil comportamental

Para entender o real impacto para a gestão de pessoas em conhecer o perfil comportamental de seus colaboradores, é importante perceber que a análise traz informações objetivas, que não são influenciadas pelas impressões a respeito dos funcionários.

Logo, é uma maneira eficaz de finalmente compreender a fundo em qual tipo de posição cada pessoa estará encaixada perfeitamente. Com o resultado, cada colaborador poderá trazer mais benefícios para a empresa.

É fácil perceber os desdobramentos positivos que um diagnóstico dessa magnitude tem sobre toda a gestão, passando pelas contratações e promoções até o desenvolvimento de potenciais.

Desenvolvimento de profissionais

É possível realizar o desenvolvimento dos funcionários de forma assertiva, já que com a análise conseguimos identificar exatamente quais as demandas treinamento e aperfeiçoamento dos funcionários.

Da mesma forma, a partir da realização de questionários eficientes sobre a motivação e satisfação, considerando cada integrante, se alcança a melhoria no clima organizacional.

Com uma equipe mais satisfeita e motivada, é fácil notar a diminuição em taxas negativas que são verdadeiros vilões do RH, como o turnover. De forma semelhante, as intervenções viabilizadas pela análise do perfil comportamental conseguem aumentar indicadores importantes para o RH, como a retenção de talentos, por meio de planos de carreira vantajosos.

Depois das informações vistas nesse artigo não é difícil perceber como a implantação do perfil comportamental na gestão tem um papel determinante no meio empresarial. Também torna-se claro o porquê de cada vez mais empresas buscarem o serviço de consultoria de organizações especializadas como a Socium.

Agora que você sabe exatamente por que usar o perfil comportamental para a promoção e vários outros procedimentos fundamentais, não perca tempo e veja como sua empresa pode se beneficiar. Entre em contato conosco e descubra uma solução ideal para você!

 

3 benefícios para fazer a formação em analista de perfil comportamental DISC

Gerenciar pessoas significa lidar com a complexidade do comportamento humano diariamente. Para obter sucesso nessa árdua missão, é fundamental que o conhecimento a respeito dos colaboradores seja realista. Nesse contexto, se destaca a importância crucial da formação em analista de perfil comportamental.

Cada pessoa tem traços de personalidades definidos e essas características desempenham um papel importante na maneira como cada um trabalha e se desenvolve profissionalmente. Logo, é imprescindível conhecer o perfil de cada colaborador para gerir com eficiência, trazendo resultados palpáveis. Conheça mais!

Em que consiste a formação em analista de perfil comportamental?

O curso de analista de perfil comportamental ensina o profissional a identificar com precisão, e analisar com dinamismo e sensibilidade, os perfis comportamentais dos colaboradores.

Dessa forma, ao realizar o curso, o formado aprende a compreender o funcionamento humano, analisar seu comportamento e inferir precisamente a forma mais adequada para desenvolver o potencial de cada pessoa com eficácia.

Como funciona o curso?

A formação consiste em aulas, como videoaulas interativas, em que são apresentadas técnicas e métodos de APC (Análise de Perfil Comportamental), como na ferramenta DISC.

A metodologia DISC é uma das mais usadas no mundo para realização de testes comportamentais. A sigla é derivada da letra inicial de cada traço de personalidade contemplado pela abordagem, sendo: Dominância (Dominance), Influência (Influence), Estabilidade (Submission) e Conformidade (Compliance).

Por meio dessa classificação é possível identificar o perfil comportamental e saber como a pessoa lida em situações de stress, desafios e problemas, além de entender a postura com seus colegas de trabalho, em mudanças e com as regras.

O curso é recomendado para gestores e profissionais do RH que tenham interesse em desenvolver uma gestão estratégica com base em diagnósticos comportamentais precisos.

Quais os benefícios da formação em analista de perfil comportamental?

1. Assertividade em contratações

Um dos pontos que mais influenciam a saúde e o desenvolvimento de uma empresa é a assertividade em suas contratações. Os prejuízos advindos de uma contratação ruim podem ser sentidos em vários departamentos distintos, além do turnover representar um dos maiores custos das empresas.

A análise do perfil comportamental para contratação permite ao contratante conhecer a fundo o perfil profissional de um candidato e da vaga, de maneira que possa buscar o melhor encaixe possível para a empresa.

2. Desenvolvimento dos profissionais

Gerenciar pessoas estrategicamente é a fórmula de sucesso para garantir a satisfação e motivação da equipe, a retenção de talentos e a inovação dentro de uma empresa.

Por meio da análise comportamental, o gestor consegue orientar e direcionar carreiras adequadamente, desenvolver potencialidades, identificar demandas de treinamento e realocar pessoas ou realizar promoções de forma inteligente.

3. Melhoria do clima organizacional

É cada vez mais comum que até as mais tradicionais empresas reconheçam a importância do clima organizacional para o desempenho e produtividade dos colaboradores.

Para que seja possível alinhar as necessidades individuais dos funcionários aos objetivos da empresa, é fundamental que o gestor consiga identificar claramente as demandas dos colaboradores, que é viabilizado pela análise de perfil comportamental.

Em um mercado de constante mudança e evolução, torna-se cada vez mais urgente a necessidade de realizar uma gestão estrategicamente eficiente, que consiga embasar com precisão as decisões a serem tomadas.

Ao considerar a formação em analista de perfil comportamental, recomenda-se prestar atenção à credibilidade dos professores e do curso, se ele dispõe de técnicas eficientes como o DISC e uma equipe preparada para ministrá-lo.

Se interessou pelo curso e quer saber como se tornar um especialista em APC? Nossa empresa está pronta para atendê-lo da melhor maneira, não perca tempo e entre em contato!

Análise de perfil comportamental no momento da demissão

A maioria das decisões de demissão por parte da gestão de RH ocorrem devido a algum fator comportamental que é o motivo de cerca de 85% dos desligamentos em empregos no Brasil,  não pelo currículo do colaborador visto que a habilidade técnica pode ser desenvolvida, é pelas atitudes que realmente são mais difíceis de serem trabalhadas.

A análise de perfil comportamental é uma ferramenta que ajuda em vários dos processos do RH estratégico, e um deles é com as demissões, mas você sabe como?

Se você é do setor de gestão de RH e gostaria de otimizar o processo de desligamentos da empresa em que trabalha, veja agora como realizar uma demissão com auxílio da análise de perfil comportamental.

 

O que é análise comportamental?

A análise comportamental é um método utilizado pelo RH estratégico para mensurar a reação de um profissional no ambiente de trabalho.

Tem como principal objetivo analisar as práticas e desenvolvimento do colaborador em seu trabalho e alimenta a gestão de RH com informações importantes que o auxiliará na tomada de decisões referente a:

  • Bonificações
  • Promoção
  • Necessidade de treinamento
  • Aumento de salário
  • Controle do clima organizacional
  • Contratações
  • Demissões

Isso mesmo, a análise de perfil comportamental se faz útil tanto no crescimento e desenvolvimento do profissional dentro da organização como também pode ser um fator decisivo para desligamentos de colaboradores que possuam o comportamento incompatível com a organização.

 

Como demitir sem culpa com ajuda da análise de perfil comportamental

Mesmo que a rotatividade permaneça em alta no mercado de trabalho, as empresas procuram sempre diminuir essa taxa de turnover de funcionários, mas nem sempre isso é possível quando, por exemplo, o colaborador possui todas as habilidades técnicas para a vaga mas após um tempo a gestão de RH começa a perceber uma queda em seus resultados e detecta que a causa é comportamental.

Neste momento o ideal é fazer um mapeamento comportamental a fim de identificar quais as causas desse desempenho ruim.

Uma vez aplicado um teste de perfil comportamental deve-se avaliar se este problema pode ser resolvido com treinamentos e capacitações, caso nessa análise a resposta seja negativa, é a hora de baseado nestes resultados efetuar o desligamento do colaborador explicando que no momento ele não se adequa ao que a empresa precisa para que tenha uma boa performance em sua função.

Portanto, seja  por comportamentos inadequados ou por não possuir alguma habilidade comportamental que seria decisiva para a continuação no cargo, como por exemplo a liderança que também pode ser desenvolvida, uma análise de perfil comportamental surge como uma grande ajuda para o RH estratégico demitir sem culpa pensando no que é melhor para toda a equipe.

Após isso a gestão de RH deve garantir todos os direitos do trabalhador e suprir a vaga que foi desocupada da melhor forma, seja treinando um interno ou com uma nova contratação.

 

Construindo um RH estratégico para sua empresa

Agora que você já sabe como fazer uma demissão com auxílio da análise de perfil comportamental, saiba que podemos ajudar você ainda mais no processo de mapeamento comportamental dos colaboradores com o Socium Assessment, um software desenvolvido justamente para identificação destes perfis.

Além disso, você encontra em nosso site muitas outras dicas sobre todos os processos que envolvem a gestão de RH!

Acesse agora o site e confira nossas dicas!

Torne a análise de perfil comportamental sua maior aliada do RH!

Desenvolver um setor de RH estratégico exige ações bem definidas para identificar e solucionar problemáticas dentro da empresa e garantir o melhor fluxo das atividades. A análise de perfil comportamental pode ser uma ótima aliada sua nesse processo, ela é uma grande aliada!

Se você nunca ouviu falar sobre isso, não se preocupe: neste artigo explicamos o que é análise de perfil comportamental, suas vantagens e aplicações.

 

O que é análise de perfil comportamental?

É fácil resumir dizendo que essa análise avalia o comportamento, mas para entender o que é análise de perfil comportamental precisamos ir além.

Aplicada por meio de testes, ela permite descobrir mais sobre as competências técnicas e comportamentais de candidatos em processos seletivos ou até mesmo de funcionários efetivos.

Ela identifica pontos negativos e positivos de cada pessoa, analisando reações a influências externas e internas. É uma análise que permite conhecer melhor seus colaboradores.

Tudo isso é feito com o objetivo de melhorar a rotina da sua empresa e, consequentemente, o desempenho dos funcionários.

 

Quais as vantagens da análise de perfil comportamental?

É importante saber que a análise de perfil comportamental pode ser utilizada em diversos momentos na sua empresa.

Ela pode ajudar desde a escolha de um candidato novo, reduzindo custos de recrutamento e seleção, ou na rotina da empresa, ajudando a identificar o que pode ser melhorado e os resultados positivos no desempenho de cada profissional.

Mas as vantagens da análise de perfil comportamental vão além. Confira:

 

1. Conhecimento sobre os funcionários

A ferramenta de análise de perfil comportamental pode ser uma ótima aliada para a gestão estratégica de pessoas.

Quanto mais você entende sobre as capacidades e necessidades dos seus funcionários, melhor você consegue estruturar um planejamento de RH.

O teste de perfil comportamental oferece muitos dados sobre as características dos profissionais, por isso vale a pena aplicá-lo.

 

2. Estratégias de gestão mais efetivas

Identificar as problemáticas e diferenciais da sua equipe permite traçar estratégias de gestão mais efetivas com o objetivo de aumentar a produtividade da empresa.

Lembre-se de levar em conta os resultados individuais de cada avaliação comportamental, respeitando pontos positivos e negativos.

Uma boa gestão é aquela que sabe trabalhar com as fraquezas de seus colaboradores e enaltecer as forças. Conhecer os seus funcionários é um grande diferencial no mercado.

 

3. Otimização do clima organizacional

O teste de perfil comportamental permite otimizar o clima organizacional da empresa, ou seja: promover um ambiente de trabalho mais agradável aos colaboradores.

Isso motiva a equipe e não é novidade que uma equipe motivada é muito mais comprometida e produtiva, não é?

Além da ferramenta de análise de perfil comportamental, utilize a pesquisa de clima organizacional para acompanhar o desenvolvimento da equipe.

 

Utilize um software para o teste de perfil comportamental!

Para ter um resultado mais assertivo na análise, você pode utilizar um software para aplicá-la. Uma dica é usar o Socium Assessment, o nosso software, do Grupo Socium, feito especialmente para você e sua empresa.

Nosso software é a ferramenta de análise de perfil comportamental mais avançada e garante um índice de assertividade maior que 97%! Acesse nosso site para saber mais.

Entenda o que é assessment e como aplicá-lo na sua empresa!

Um profissional não consegue ser perfeitamente descrito apenas em um currículo. A partir dessa necessidade de conhecer melhor as competências e potencialidades que não são facilmente verificáveis pela sua formação técnica, surgiu o assessment.

No texto de hoje, vamos explicar o que é assessment, quais são os seus benefícios e como aplicá-lo na sua empresa. Confira!

O que é assessment?

Assessment é uma palavra de origem inglesa, que significa “avaliação”. Entretanto, o termo é empregado para descrever uma abordagem e um conjunto de técnicas para avaliar e conhecer melhor um determinado profissional.

Seu principal objetivo é corrigir e aprimorar a gestão dos colaboradores de uma empresa, por meio de diagnósticos completos a respeito de seus comportamentos e personalidades.

Como ele funciona?

Por meio do assessment e de seus métodos, o setor de gestão de pessoas pode ter um diagnóstico mais preciso a respeito das competências e potencialidades de seus colaboradores. O mesmo ocorre em relação aos pontos fracos e habilidades interpessoais que precisem de atenção.

Essa coleção de estratégias funciona revelando características normalmente indetectáveis por outros meios, como apenas a mera análise curricular. Dessa forma, o assessment visa desvendar aspectos importantes mas sutis sobre cada profissional, fornecendo informações valiosas para uma gestão eficiente.

Quais são os tipos de assessment?

Existem três tipos de assessment diferentes. A seguir, vamos apresentar cada um deles.

Assessment Pessoal

Nesse assessment, são avaliadas as questões ligadas às características intelectuais e de personalidade do profissional, verificando, além da questão técnica, se o colaborador está apto para desempenhar sua função.

Também pode ser usado para selecionar as pessoas mais aptas a ocuparem um cargo que exija determinadas funções complexas.

Assessment Cultural

Nesse tipo de abordagem, são considerados os traços culturais dos colaboradores, para que haja sincronia entre a cultura organizacional da empresa e as motivações pessoais de cada funcionário.

Assessment de Desempenho

O propósito desse tipo de assessment é reconhecer possíveis comportamentos dos profissionais que resultem em gargalos ou falhas na produtividade de um setor ou equipe.

Esse método pode ser difícil de aplicar apropriadamente, uma vez que existem diferenças pessoais de perspectiva. Ou seja, duas pessoas no mesmo cargo podem fazer avaliações de desempenho completamente divergentes.

Quais são os benefícios do assessment?

Ao entender que o assessment torna todo diagnóstico e avaliação dos profissionais mais precisa, fica claro que os benefícios são imensuráveis em todo o processo de gestão de pessoas.

Por meio dele, é possível, por exemplo, obter uma maior eficiência e assertividade em treinamentos, promoções e admissões de colaboradores.

Quais são as ferramentas necessárias para aplicá-lo em uma empresa?

Para implementar o assessment nas empresas, é preciso usar métodos de testes e avaliações que consigam coletar informações pertinentes. Para isso, são utilizadas ferramentas como o DISC, além de avaliações de inteligência emocional e de competências.

Como vimos, são vários os momentos em que uma empresa pode utilizar esse recurso, seja para obter um diagnóstico interno preciso ao selecionar o melhor colaborador para uma vaga de liderança, ou para aliviar uma situação crítica de alta taxa de rotatividade (turnover).

Por isso, agora que você já sabe o que é assessment e qual é a sua importância para procedimentos fundamentais, não perca mais tempo e aplique-o no seu negócio!

E então, este texto foi útil para você? Se deseja aprimorar o gerenciamento e a avaliação da sua equipe, entre em contato conosco e conheça melhor as nossas soluções.

Equipe de vendas: como contratar com base no perfil comportamental

Contratar uma equipe de vendas para o seu negócio pode ser uma tarefa difícil. Analisar currículos não revela muito sobre as habilidades reais da pessoa, muito menos sobre sua forma de trabalhar.

Além disso, um processo de recrutamento e seleção mal executado pode trazer muito prejuízo.

Para que nada disso aconteça, que tal saber mais sobre a importância da análise de perfil comportamental na contratação de uma equipe de vendas?

O que é análise de perfil comportamental?

A análise de perfil comportamental tem como objetivo avaliar características do candidato para que você faça a escolha mais adequada no processo seletivo.

Essa avaliação é essencial para evitar uma contratação equivocada, ajuda a reduzir os custos de recrutamento e seleção e até mesmo o turnover da companhia.

Na área de vendas, ter pessoas qualificadas é de extrema importância para que a empresa obtenha lucro.

Metodologia DISC

Uma das metodologias mais assertivas e que fornece uma quantidade significativa de informações é a metodologia DISC.

A metodologia DISC avalia as competências técnicas e comportamentais dos candidatos por meio de um teste simples e rápido.

Além das habilidades do candidato, você pode descobrir mais sobre suas motivações, seus pontos fracos e como o ambiente de trabalho pode influenciá-lo.

O teste baseado na metodologia DISC avalia 4 perfis comportamentais. Descubra os pontos positivos e negativos de cada um na hora de contratar uma equipe de vendas:

1. Executor

Esse perfil comportamental é competitivo, dinâmico e quer resultados rápidos. Também costuma defender suas opiniões e ser bem determinado.

Na equipe de vendas, um executor pode trazer resultados rápidos. Bater metas é com ele mesmo!

Por outro lado, pode ser um pouco impulsivo e autoritário. É bom acompanhá-lo para que ele não enxergue os companheiros como adversários.

2. Comunicador

O comunicador possui grande capacidade de persuasão, é carismático e flexível.

Em vendas, esse perfil se sai muito bem: tem facilidade para se relacionar e tem a famosa lábia para vender o produto.

Atenção no foco do comunicador, que pode se distrair fácil durante as atividades.

3. Planejador

Ao contrário dos perfis acima, o planejador gosta de estabilidade. É observador e consegue manter a calma em qualquer situação.

Se tiver um perfil comportamental assim na sua equipe, saiba que ele é ótimo para traçar um plano de marketing, por exemplo.

O planejador pode não ser muito bom no jogo de cintura, por isso precisa de orientações em momentos de negociação.

4. Analista

O analista é perfeccionista, curioso, inteligente e preza pela qualidade.

Esse perfil lida bem com processos repetitivos e pode trazer ótimos resultados quando colocados no lugar certo na equipe.

Por ser perfeccionista, observe para que não se prenda muito tempo em uma mesma tarefa.

Para não errar no processo de recrutamento e seleção, faça uma consultoria com o Grupo Socium!

Desenvolvemos o software Socium Assessment especialmente para a avaliação de perfil comportamental. Com mais de 97% de assertividade, ele te ajuda a conhecer seus candidatos e tem base conceitual aprovada em todo o mundo.

Acesse o site para saber mais sobre esse e outros serviços.

Análise de perfil comportamental nas entrevistas de emprego

Como os comportamentos dos candidatos podem ser analisados durante testes de recrutamento e seleção?

 

Sites de emprego apontam para o fato de que a análise de perfil comportamental em entrevistas tem se tornado cada vez mais frequente, servindo como uma referência para os recrutadores e entrevistadores. O objetivo desse tipo de entrevista é oferecer o máximo de informações a respeito de características comportamentais das pessoas envolvidas, especialmente em situações que possam se assimilar as condições do ambiente de trabalho.

Recrutamento, seleção e inteligência emocional

A entrevista comportamental corresponde a uma análise que é extremamente importante para definir as características comportamentais de cada candidato à vaga. Faz parte de qualquer recrutamento e seleção, tendo ganho uma notoriedade maior, recentemente.

Sites de emprego apontam várias diferenças,  com relação a entrevista comportamental e a entrevista tradicional. Isso significa que, na prática, embora uma entrevista esteja inserida no espaço de tempo da outra, são duas etapas diferentes.

A principal diferença entre as duas, evidentemente, encontra no objetivo das entrevistas. Enquanto a entrevista comportamental busca saber o que existe de traço de comportamento a ser encontrado no profissional, a entrevista de trabalho normal engloba fatores de ordem técnica e profissionais, mais voltadas para os conhecimentos exigidos no dia a dia.

Sites de emprego indicam que a entrevista é extremamente importante para definir as características de cada candidato à vaga. Faz parte de qualquer recrutamento e seleção.

Ainda não conseguiu a sua entrevista? Clique aqui e cadastre seu currículo agora mesmo.

A partir desse método se faz necessário compreender várias características do candidato, como capacidade analítica, confiança,  paciência e competitividade.

Perguntas normais em uma entrevista comportamental

  • Fale sobre você;
  • Comente a respeito de determinada situação que você já vivenciou no passado, no trabalho.

Dentro desse cenário é bastante comum que muitos entrevistados acabem nem sabendo que existe a entrevista comportamental. A diferença entre ela e a entrevista de trabalho não é tão sutil, mas muitas vezes é desapercebida.

Importância da análise comportamental na entrevista

A análise de comportamento em uma entrevista tem um peso muito maior do que parece, ainda mais por conta do papel que a pessoa deve ocupar na empresa, no futuro. Para evitar erros e futuras demissões, a análise comportamental deve englobar cenários parecidos aos que o entrevistado irá enfrentar no dia a dia da empresa.

Alguns outros elementos são muito importantes em uma entrevista comportamental. Por exemplo, a empresa deve definir anteriormente o perfil comportamental desejado para a vaga, antes da entrevista.

Será mais fácil encontrar a pessoa ideal para realizar esse tipo de trabalho, caso a análise já tenha um perfil idôneo. É importante também que o realizador da entrevista seja uma pessoa com as condições necessárias para poder definir o candidato ideal.

Profissionais de recursos humanos nos mostram que acaba sendo bastante comum e recorrente nas empresas o fato que alguns profissionais são contratados e posteriormente são demitidos. Isso acontece pelo fato de que os profissionais encontrados só o são por conta de seu currículo,  sendo demitidos posteriormente por características comportamentais.

Busque seu espaço na Socium

A Socium é a empresa adequada para poder te dar a posição que você almeja. Você pode fazer agora mesmo o seu teste comportamental em nosso site, que pode oferecer para você informações preciosas para que você consiga atingir os seus objetivos da melhor forma possível.

Competências técnicas e comportamentais: afinal, o que são?

Competências técnicas e comportamentais trabalham com a aptidão profissional das pessoas e suas características individuais. Antigamente, bastava ter um diploma para demonstrar as suas habilidades. Entretanto, nos dias de hoje, as empresas estão exigindo que essas habilidades sejam realmente comprovadas.

A companhia que deseja ter um bom profissional para compor a sua equipe de trabalho deve buscar essas duas particularidades em seus candidatos. Dessa forma, o colaborador poderá realizar um trabalho eficiente e de acordo com as exigências e a cultura da organização.

As duas competências  têm as suas especificidades. Pensando nisso, desenvolvemos este post com informações importantes sobre o que elas são e quando devem ser observadas dentro das organizações. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue a leitura!  

O que são competências técnicas e comportamentais?  

Competências são virtudes que um profissional possui para desenvolver determinada tarefa ou função. Elas estão diretamente relacionadas às suas habilidades, conhecimento e atitudes para executar o seu trabalho.

Assim, as competências comportamentais estão ligadas a capacidade que uma pessoa tem de  se adaptar à cultura da empresa. Essas habilidades podem ser:

  • criatividade;
  • transparência;
  • colaboração;
  • comunidade;
  • inteligência emocional,
  • compartilhamento;
  • mindfulness;
  • empatia;
  • capacidade de experimentação;
  • e espírito empreendedor.

Elas podem ser desenvolvidas com o profissional durante a sua permanência na empresa. Porém, é imprescindível detectar que o candidato tenha o perfil ideal para ser inserido no processo.

As competências técnicas estão relacionadas ao conhecimento adquirido por meio de sua formação profissional e pelas experiências vivencidas no exercício das suas funções profissionais. Por exemplo:

  • graduação;
  • idiomas;
  • especialização;
  • método de trabalho, etc.

Assim, com essas competências a pessoa demonstra seus atributos que correspondam à qualificação para o bom desempenho da atividade que lhe for designada.

Quando considerá-las?

São diversas as situações em que essas competências devem ser levadas em conta em uma empresa. Veja algumas delas.

Avaliação de funcionários

É muito importante detectar o desenvolvimento do colaborador durante a sua permanência na empresa. Assim, se faz necessário testar as suas habilidades. Uma boa maneira de medir isso é aplicando a avaliação de desempenho.

É recomendável que essa avaliação seja feita de acordo com as competências necessárias para cada cargo.

Antes de uma promoção

Nesse caso, as competências devem ser verificadas para atestar se o candidato está realmente preparado para receber essa promoção, ou seja, se ele realmente demonstrou as qualificações para encarar novos desafios dentro da empresa.

O ideal é que a organização tenha um perfil traçado para todos os cargos. Assim, ficará mais fácil de detectar tais habilidades em cada candidato. A avaliação de desempenho também é uma ótima ferramenta para ser utilizada nesse caso.

Mapeamento do perfil ideal para determinado cargo

Por meio da análise das competências técnicas e comportamentais é possível traçar o perfil ideal de um colaborador para um determinado cargo. Dessa forma, as habilidades ditarão a forma como as atividades devem ser desempenhadas, assim como o perfil adequado para ocupar determinada vaga.

Antes de tudo, é preciso descrever minuciosamente as atividades do cargo com a sua identificação, organograma, missão, atividades, experiências, entre outros.

Processo de seleção

Avaliar as competências técnicas e comportamentais é fundamental para a escolha certa do profissional de acordo com as necessidades da organização.

Uma ferramenta muito utilizada pelos recrutadores para aferir essas habilidades é o teste DISC. Ele considera quatro principais determinantes: influência, dominância, conformidade e estabilidade. Cada um pode estar presente em menor ou maior grau nos profissionais, desenhando sua maneira de agir no dia a dia.

Trabalhar com as competências técnicas e comportamentais é fundamental para obter sucesso nas contratações e reter talentos. Dessa forma, não deixe de aplicar esses conhecimentos na sua instituição. Dessa forma, o empreendimento mantém equipes eficientes e amplia o valor no mercado.

Gostou do nosso post sobre competências técnicas e comportamentais? Aproveite e compartilhe nas suas redes sociais para que seus colegas de trabalho e profissionais da área também entendam sobre o assunto!

 

Avaliação comportamental: por que sua empresa não pode deixar de fazer?

Desenvolver o potencial do colaborador e alinhar com a cultura da empresa é um dos principais desafios corporativos enfrentados atualmente. A área de recursos humanos — RH — possui grandes responsabilidades diante dessa visão estratégica que hoje é necessária para as organizações.

Visando atingir esse objetivo, a avaliação comportamental é uma ferramenta de extrema eficiência, que permite desenvolver o profissional para um novo cargo, uma nova área e até mesmo selecionar o candidato para uma vaga específica.

Mesmo sabendo da importância da sua realização, é comum que as empresas a ignorem e tomem suas decisões no escuro, o que reduz drasticamente a efetividade das suas decisões.

Quais são os riscos de não realizar a avaliação?

Grande parte das demissões hoje não estão atreladas a falta de conhecimento técnico, mas sim seu comportamento do colaborador, na sua grande maioria, descompromissado com os valores e o perfil da empresa.

Um outro motivo, que faz necessária a avaliação comportamental, é na hora de promover um funcionário. Em muitos casos, aquele profissional pode estar apto tecnicamente, mas o baixo controle emocional e a falta de habilidade de liderança tornam a promoção impossível naquele momento.  

Nesse caso, a avaliação detectará o problema e auxiliará no aperfeiçoamento do profissional, tornando-o apto futuramente para uma promoção apropriada.

Por que investir na avaliação comportamental?

Existem diferentes fatores que comprovam a importância da avaliação comportamental e auxiliam no alcance de resultados estratégicos, necessários para sobrevivência da empresa. Entenda quais são eles:

Aumentar a produtividade

Que profissionais desmotivados tendem a serem menos produtivos todo mundo já sabe. Por isso conectar um profissional à área que ele está alocado requer muito cuidado e atenção.

Com a utilização da ferramenta de avaliação, detectamos os problemas que o funcionário está enfrentando e procuramos a melhor saída, mesmo que as dificuldades não estejam ligadas ao seu trabalho.

É sempre importante lembrar que a falta de motivação é uma das principais razões que leva aos baixos resultados, e ainda, contribui para que o profissional não tenha seus talentos explorados ao máximo.

Reduzir o turnover

Hoje é praticamente impossível não encontrar um RH que não está focado no índice de evasão da sua empresa.

Contar com uma estratégia para redução do turnover deve ser um trabalho constante. Nesse momento, a avaliação auxilia na retenção de talentos, além de, encontrar os gaps para seu crescimento e desenvolvimento necessário para novos desafios.

Quando você oferece oportunidades ao colaborador, ele enxerga sua importância na empresa e passa a vestir a camisa.

Auxiliar na gestão de pessoas

Desenvolver equipes é um grande trabalho que, ao utilizar a avaliação comportamental, torna as chances de acerto muito maiores.

Encontrar as habilidades e técnicas complementares permite que aquela equipe se torne mais eficiente e produtiva, principalmente quando encabeçada por um grande líder. Por isso o RH deve utilizar a técnica que permite encontrar os profissionais certos para esse grupo de pessoas.

Como você pode perceber, a técnica de avaliação comportamental tem influência em grandes pontos estratégicos de qualquer negócio, além de ser uma das principais ferramentas que o RH pode utilizar. Por isso, é importante encontrar empresas especializadas no assunto para que se tenha sucesso em sua aplicação.

Agora que você entendeu por que a avaliação comportamental é indispensável nas empresas, pode entrar no nosso site e saber como podemos auxiliá-lo no sucesso com ela. Esperamos por você lá e até logo!

O que é fit cultural e como ela ajuda na contratação de pessoas?

Atualmente, o processo seletivo está ficando mais complexo e as empresas estão repensando o que é preciso avaliar para contratar profissionais que estarão alinhados com os objetivos da organização, tendo em vista o seu crescimento. Para isso, temos uma ferramenta chamada fit cultural, a qual você precisa conhecer. 

Dessa forma, neste post, explicaremos o que é fit cultural e como ele auxilia no processo de contratação. Confira conosco! 

O que é fit cultural?

O termo fit cultural pode ser definido como a forma que o candidato para uma oportunidade de emprego se relacionará com a cultura organizacional de uma empresa. Para o fit cultural o mais importante é que o profissional esteja alinhado aos valores da empresa.

Não adianta termos um negócio que procura inovar, criar novas formas de desenvolver o seu trabalho e construir experiência do cliente, caso o funcionário que estamos contratando seja muito metódico e sistemático. Por isso, no modelo fit cultural busca-se analisar os valores do candidato. 

Como desenvolvê-lo na empresa?

Para desenvolver o modelo de análise fit cultural na contratação de pessoas é útil que a empresa estabeleça um culture code (código da cultural organizacional) para descrever com clareza quais são os valores da organização. 

A instituição precisa identificar quais são os seus princípios para que, na seleção de candidatos, ela possa escolher o profissional que pense de forma semelhante. Por exemplo, se a organização tem como valores o compromisso, a inovação e a superação, isso pode ser transcrito em pequenas frases para verificação de quais candidatos estão alinhados com esses propósitos. 

Quais as vantagens de adotá-lo?

Assertividade na seleção

Uma das principais vantagens de adotar o modelo fit cultural é a assertividade na seleção de candidatos. Isso porque profissionais que pensam em conformidade com a empresa terão mais chances de desenvolverem bons trabalhos. 

Retenção de talentos

Além da assertividade na seleção, outro benefício é a retenção de talentos, com profissionais adequados à ideologia organizacional. Funcionários que trabalham descontentes por causa do conflito de valores com a empresa tendem a não permanecerem por um longo tempo. 

Equipe de alto desempenho 

Outra vantagem da ferramenta para a contratação de pessoas é o desenvolvimento de equipes de alto desempenho. Trabalhar em uma empresa onde não há discordância de opiniões faz com que o serviço seja feito com mais qualidade e em menor tempo, uma vez que diminui as chances de erros. 

Como ele auxilia na contratação de pessoas?

Por fim, é importante destacar como o modelo fit cultural auxilia na contratação de pessoas. Ele pode ser usado, por exemplo, nas entrevistas de emprego por meio de questionamentos que tenham o intuito de analisar quais são os valores do candidato.

Contudo, não é aconselhável eliminar o candidato após o primeiro ponto negativo. O trabalho do RH deve ser de analisar o conjunto de valores do perfil do profissional e verificar se ele de fato está ou não alinhado aos princípios da organização. 

Portanto, neste post, você aprendeu o que é fit cultural e como ele auxilia no processo de contratação. É essencial frisar mais uma vez que essa ferramenta pode trazer benefícios na retenção de talentos e na redução do turnover.

Gostou do nosso texto? Agora, deixe o seu comentário no post, pois todos queremos saber o que você pensa sobre o assunto abordado!