Post 800x500 11 - Grupo Socium

Como Formar Líderes dentro da Empresa?

Um dos maiores desafio dos gestores de recursos humanos está relacionado à formação de profissionais para ocupar cargos de liderança. Sabemos que um líder possui um papel relevante no negócio, afinal, cabe a ele realizar a gestão de pessoas em uma equipe e fazer com que elas trabalhem em prol da companhia.

A tarefa de formar um líder não é fácil, porém é urgente, especialmente por conta da crise que abalou a economia brasileira. Em tempos difíceis, as empresas que contam com uma liderança engajada e comprometida correm menos risco de perder talentos ou de ver sua produtividade cair a níveis descontrolados.

Mas a pergunta que todo gestor de RH costuma se fazer é: como formar bons líderes dentro da empresa? Como identificar e treinar os potenciais e atuais líderes?

Veja algumas respostas para essas perguntas nos tópicos a seguir.

Identificando um líder

Antes de partir para a formação do líder em si, a área de RH deve identificar os profissionais que possuem aptidão para um cargo de chefia. Embora ainda esteja em formação, esse profissional precisa apresentar algumas habilidades e competências antes mesmo de assumir a posição. Ou seja, ele deve mostrar vocação para o cargo.

Um bom líder, ou um bom futuro líder, costuma estar sempre engajado com o seu trabalho e com a empresa. Ele é atuante, e não omisso. Além do mais, o líder sabe assumir bem as responsabilidades que lhe são atribuídas e, acima de tudo, consegue trabalhar em equipe.

A formação é um quesito relevante na identificação de um líder, porém, ela não é prioritária. O que queremos dizer com isso é que um bom líder nem sempre é o que tem o melhor currículo, até porque, a formação necessária pode ser fornecida pela empresa.

Mais do que um currículo de dar inveja, o líder deve ser um bom gestor de pessoas. Sem esse pré-requisito, ele não pode ser promovido a um cargo de chefia.

Ações para formar líderes

Após a seleção dos talentos, o RH pode começar a envolvê-los nas atividades de treinamento e desenvolvimento (T&D), com foco em lideranças. Conheça, a seguir, algumas ações de T&D que costumam ser aplicadas nas empresas do Brasil e do mundo:

#Coaching: atualmente, o coaching é uma das ferramentas mais tradicionais de formação de líderes. Nela, um profissional experiente e capacitado traça um plano de formação para determinada pessoa que, no futuro, será um líder.

O coach (treinador) identifica quais são as habilidades e competências que o novo líder precisa desenvolver e acompanha-o durante as principais etapas de desenvolvimento.

Algumas empresas contam com coaches em seu quadro de funcionários. Outras acabam contratando profissionais de fora para atuar com consultores. O importante é saber escolher um coach certificado e habilitado para essa tarefa.

Outro ponto alto do coaching é que os treinados são estimulados a se tornarem líderes coaches, ou seja, eles aprendem que para ser um bom líder e necessário formar novos líderes e, principalmente, extrair o que há de melhor em cada talento.

#Treinamentos formais: conforme comentamos anteriormente, muitos potenciais líderes nem sempre contam com uma boa formação. Por isso, algumas empresas acabam patrocinando cursos de especialização, MBA, de idiomas, entre outros, para suprir os gaps de formação de seus líderes.

Pouca gente sabe, mas apenas 5% dos CEOs das empresas brasileiras sequer passaram pela universidade. Os demais possuem, ao menos, o diploma de nível superior.

A formação continuada é uma tarefa importante na vida de um líder. A maioria dos executivos não deixa de estudar depois que assume o cargo. Por isso, a empresa deve estimular esse compromisso e, por vezes, bancar os estudos de seus líderes.

#Treinamentos informais: o processo de desenvolvimento de um líder não precisa ocorrer, necessariamente, dentro de uma sala de aula. Diversas propostas de formação de líderes utilizam recursos mais informais para se atingir tal finalidade.

Um bom exemplo são os desafios internos atribuídos a um futuro líder. Ele pode ser convidado a encabeçar um pequeno projeto e a envolver pessoas em torno desse trabalho. O expediente, por si só, pode ser um bom formador de líderes, desde que, é claro, as tarefas tenham um propósito e o talento seja acompanhado por um mentor.

Desse exemplo, podemos extrair outro recurso de formação de líderes, que é o mentoring. Diferentemente do coaching, a proposta do mentor é ser um conselheiro, e não um estipulador de metas. Ele ensina mais pelo exemplo, pela troca de experiências e não precisa ser contratado. A empresa pode estimular seus atuais líderes a atuarem como mentores de talentos.

#Job rotation: outra habilidade de um líder é saber conversar e negociar com diferentes áreas do negócio. Para desenvolver tal habilidade num talento, os RHs implantam programas de job rotation, em que os profissionais se movimentam pelos diferentes setores da companhia para aprender mais sobre um negócio em sua totalidade.

Com o job rotation, o profissional consegue compreender o todo e deixa de ter uma visão limitada do negócio. O job rotation geralmente é uma movimentação lateral, ou seja, em sua primeira fase, não implica necessariamente a promoção a um cargo mais alto.

#Expatriação: multinacionais e empresas que possuem negócios no exterior têm o hábito de enviar seus líderes e futuros líderes para uma espécie de programa de intercâmbio, mas dentro do âmbito do negócio. O profissional expatriado é transferido temporariamente para uma unidade no exterior. Lá, recebe mais aprendizado e aprende mais sobre os negócios internacionais da companhia.

Essa transferência de profissionais também pode ocorrer dentro dos limites de um país (mas sem levar o nome de expatriação). Seja como for, é importante que a transferência do funcionário gere valor para o treinamento em questão.

Cabe ao RH acompanhar todas essas iniciativas e medir o seu retorno. No mais, esperamos que, com essas sugestões, você consiga transformar sua companhia em uma verdadeira fábrica de líderes.

Por fim, não deixe de conferir o nosso artigo sobre os principais tipos de liderança no mundo dos negócios. O texto mostra quais são as habilidades e competências mais desejadas nos líderes no contexto atual.

Logo Branca - Grupo Socium

Endereço: Rua Engenheiro Eugênio Motta, 60 – Centro, Mogi das Cruzes – SP

CEP: 08730-120

Telefone: (11) 93390-4974

Institucional

Sobre a Socium

Blog

Materiais Gratuitos

Fale Conosco

Soluções

Socium Consultoria

Socium Assessment

Recomendado só para você!
Sancionada pelo Presidente da República no dia 13 de julho…
Cresta Posts Box by CP