Post 800x500 13 - Grupo Socium

Você sabe como definir uma política de benefícios? Veja aqui!

Contar com uma boa política de benefícios é fundamental para uma empresa conseguir atrair, reter e motivar seus profissionais. As vantagens competitivas de adotar essa prática são inegáveis, mas é importante ressaltar que os benefícios costumam ser um dos custos financeiros mais altos das organizações.

Logo, é imprescindível que a política de benefícios implementada esteja de acordo com o objetivo da empresa, com seu orçamento disponível e, principalmente, com a demanda de seus colaboradores beneficiados.

Pensando nisso, abordaremos neste texto o que você precisa saber para definir uma política de benefícios de qualidade. Continue a leitura e confira!

O que é uma política de benefícios?

Essa política é constituída pela abordagem da empresa sobre os benefícios, pela forma que ela os valoriza e pela indicação de quais deles são oferecidos aos profissionais empregados. Portanto, diferentemente do que possa parecer à primeira vista, contar com uma boa política de benefícios vai muito além de apenas selecionar algumas vantagens e descontos para os colaboradores.

Qual a sua importância?

Atualmente, as pessoas não mais se interessam pelos cargos apenas em razão da remuneração principal, o salário. Quando um profissional considera mudar de empresa ou se candidatar a um cargo novo, ele analisa vários fatores para calcular sua remuneração final e o real retorno que terá ao trabalhar para a empresa.

Portanto, os benefícios influenciam diretamente os aspectos que fazem parte das bases de qualquer gestão de pessoas eficiente, como atrair novos talentos, evitar rotatividade (turnover), motivar colaboradores etc.

Isso ocorre porque a política de benefícios afeta diretamente a relação entre o profissional e a empresa, bem como a forma pela qual a pessoa se empenha e se compromete com o desenvolvimento do trabalho.

Como construir uma política de benefícios na empresa?

É fundamental que a organização gaste seus recursos com benefícios alinhados aos interesses da empresa. Portanto, já ter em mente o objetivo (como atrair talentos ou diminuir turnover) da política de benefícios ao definir um orçamento é determinante para a sua eficiência.

A partir daí, é importante considerar minuciosamente o perfil da empresa, sua cultura, os benefícios oferecidos pelos concorrentes e as estratégias que serão realmente satisfatórias para os colaboradores. Como visto, não é uma tarefa nada fácil, mas é crucial que ela seja realizada adequadamente.

Quais são os benefícios obrigatórios?

De acordo com a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), o FGTS, o vale-transporte, o décimo terceiro salário e as férias são obrigatórios. Também existem benefícios que se tornaram obrigatórios para categorias específicas a partir de Convenções Coletivas do Trabalho.

Todos os outros benefícios são opcionais, como:

  • plano de saúde e odontológico;
  • bolsas para formação;
  • vale-refeição e alimentação;
  • descontos e convênios com parceiros;

Valorizar o colaborador é deixar claro para ele que a empresa reconhece seu papel e sua importância, o que reflete diretamente em seu desempenho e comprometimento.

Como vimos, implantar uma política de benefícios apropriada em uma empresa pode ser uma tarefa muito difícil, mas é extremamente importante. Para isso, é recomendado que a organização busque consultorias e serviços especializados para aprimorar sua gestão de pessoas.

Gostou do artigo sobre política de benefícios e não quer perder nenhuma publicação futura sobre gestão de pessoas? Assine nossa newsletter e receba novidades diretamente em sua caixa de entrada!

Logo Branca - Grupo Socium

Endereço: Rua Engenheiro Eugênio Motta, 60 – Centro, Mogi das Cruzes – SP

CEP: 08730-120

Telefone: (11) 93390-4974

Institucional

Sobre a Socium

Blog

Materiais Gratuitos

Fale Conosco

Soluções

Socium Consultoria

Socium Assessment

Recomendado só para você!
  Quando se pensa em como implantar a transparência empresarial…
Cresta Posts Box by CP